Juno Moneta: A Deusa do Dinheiro na Mitologia Romana

15/09/2021
     Juno Moneta é a Deusa do Dinheiro na Mitologia Romana e sua origem veio da divindade Grega da Memória. Essa deusa foi muito adorada durante a república / império romano, conheça mais sobre ela abaixo.

Juno Moneta na Mitologia Romana:

     Moneta, na Mitologia Romana, era um título dado a duas deusas separadas: era o nome da deusa da memória (identificada com a deusa grega Mnemosyne) e era um epíteto de Juno, chamada Juno Moneta. O nome deste último é a fonte de numerosas palavras em inglês e nas línguas românicas, incluindo: money e mint.

     O culto da deusa Moneta foi estabelecido em grande parte sob a influência da religião grega , que apresentava o culto de Mnemosyne, a deusa da memória e a mãe das Musas. O nome da deusa é derivado do latim monēre (que significa lembrar, advertir ou instruir). Ela é mencionada em um fragmento da Odisséia Latina de Lívio Andrônico.

     O epíteto Moneta que foi dado a Juno, em contraste, é mais provável que tenha derivado da palavra grega "moneres", que significa "sozinho" ou "único". Na época em que Andronicus estava escrevendo, a etimologia folclórica de monēre era amplamente aceita e, portanto, ele poderia plausivelmente transmutar esse epíteto em uma referência a uma deusa separada - a contraparte literária (embora não religiosa) do grego Mnemosyne.

Quem foi Juno Moneta?

     Juno Moneta, um epíteto de Juno, era a protetora dos fundos e, consequentemente, o dinheiro na Roma antiga era cunhado em seu templo. A palavra "moneta" (da qual derivam as palavras "dinheiro" e "monetizar") foi usada por escritores como Ovídio, Marcial , Juvenal e Cícero. Em várias línguas modernas, incluindo russo e italiano, moneta é a palavra para "moeda".

     De acordo com a Suda, uma enciclopédia bizantina (que usa os nomes gregos da deusa), ela era chamada de Moneta (Μονήτα) porque quando os romanos precisavam de dinheiro durante as guerras contra Pirro e Taranto, eles oravam a Hera, e ela lhes respondia que, se eles resistissem aos inimigos com justiça, não ficariam sem dinheiro. 

     Depois das guerras, os romanos homenagearam Hera Moneta (isto é, conselheira - invocando o verbo latino moneo, que significa 'avisar' ou 'aconselhar') e, consequentemente, decidiram carimbar a moeda em seu templo.

Juno é a versão romana da deusa grega Hera - Deusa do Casamento.


Templo de Juno Moneta:

     O Templo de Juno Moneta (latim: Templum Iunonis Monetæ ) era um antigo templo romano que ficava no Arx ou a cidadela no Monte Capitolino com vista para o Fórum Romano. Localizada no centro da cidade de Roma, ficava próxima ao local onde as moedas romanas foram cunhadas pela primeira vez e provavelmente armazenava o metal e as moedas envolvidas neste processo, iniciando assim a antiga prática de associar casas da moeda a templos. Em adição, foi o lugar em que os livros dos juízes foram depositados.

Recomendamos: O Mito de Narciso

Confira Também:

Laverna é uma deusa exclusiva da Mitologia Romana e essa divindade é a protetora dos ladrões. Laverna tinha seu próprio santuário em Roma, além de ser um antigo espírito do submundo!

Lissa é, na Mitologia Grega, a Deusa que Personifica a Ira, Raiva e Fúria Desenfreada. Muitas vezes essa divindade é associada a um "Espírito" que tomava a consciência de homens e animais.

Eos significa Aurora e é, na Mitologia Grega, a Deusa do Amanhecer. Foi bastante cultuada pela Religião Grega Antiga. Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

Hécate é, na Mitologia Grega, a Deusa Tríplice das Bruxas. Muitas vezes é associada com Nix (a deusa primordial da noite). Hécate foi uma deusa muito adorada na Grécia Antiga, confira.

Crios ou simplesmente "Crio" é o Deus Antigo e Titã das Constelações, Cosmos e Ciclos Estrelares na Mitologia Grega. Foi filho de Urano e Gaia, Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

foi, na Mitologia Grega, o Deus da Natureza em Geral, é esta divindade que cuida dos pastores, rebanhos, animais... Ele é conhecido por fugir de Tifão e dar origem ao signo de capricórnio.

Jápeto foi, na Mitologia Grega, o Deus Ancião (Titã) do Céu Estrelado. Foi filho de Urano e Gaia e uma das divindades antigas essenciais. Muitas vezes foi associado com Chronos, a divindade do tempo, confira.

Tétis é, na Mitologia Grega, casada com o Titã Oceano e juntos são os pais das Oceânides (significam a fecundidade da água). Assim como Oceano, Tétis é a Deusa Antiga representada por ser o Mar.

Febe foi, na Mitologia Grega, a Deusa Antiga (ou Titânide) da Purificação, pois era uma divindade ligada com a Luz e adorada por ser a "Profeta" da vida humana.