Aurora: Conheça a Deusa Romana do Amanhecer

26/10/2021

     Aurora foi, na Mitologia Romana, a Deusa do Amanhecer. Essa divindade (teoricamente) foi um plágio da Deusa Grega "Eos" e também, da Deusa Hindu, Hausus, confira a matéria abaixo. 

Aurora na Mitologia Romana:

     Aurora, na Mitologia Romana é uma titânide e uma deusa do amanhecer. Aurora é equivalente à deusa Eos da mitologia grega e da deusa hindu Ushas.

     Nas histórias romanas, Aurora renovava-se todas as manhãs ao amanhecer e voava pelos céus anunciando a chegada do amanhecer.

     Aurora é filha dos titãs Hiperião e Teia, tendo como parentes seus dois irmãos, o Sol, divindade solar (equivalente a Hélio na mitologia grega) e Luna, a deusa da lua (equivalente a Selene, na mitologia grega). Também tinha muitos maridos e quatro filhos, os ventos Norte, Leste, Oeste e Sul, um dos quais foi morto.

     Um de seus maridos era Titono, a quem ela havia inicialmente tomado como amante. Aurora pediu a Júpiter para conceder a imortalidade a Titono, no entanto, deixou de pedir-lhe a juventude eterna. Como resultado, Titono acabou envelhecendo eternamente.

     William Shakespeare faz referência a Aurora em Romeu e Julieta.

Mitologia de Aurora:

     Na mitologia romana, Aurora se renova todas as manhãs e voa pelo céu, anunciando a chegada do sol. Sua linhagem era flexível: para Ovídio, ela poderia ser igualmente Pallantis, significando a filha de Pallas ou a filha de Hyperion. Ela tem dois irmãos, um irmão (Sol, o Sol) e uma irmã ( Luna, a Lua). Os escritores romanos raramente imitavam Hesíodo e posteriores poetas gregos ao nomear Aurōra como a mãe dos Anemoi (os Ventos), que eram descendentes de Astraeus, o pai das estrelas.


Livros de Mitologia Grega em Oferta >>> https://amzn.to/31OA0lm


     Aurōra aparece com mais frequência na poesia sexual com um de seus amantes mortais. Um mito tirado do grego por poetas romanos conta que um de seus amantes era o príncipe de Tróia, Tithonus. Tithonus era mortal e, portanto, envelheceria e morreria. Querendo estar com seu amante por toda a eternidade, Aurora pediu a Júpiter que concedesse a imortalidade a Tithonus. 

     Júpiter (na mitologia grega, Zeus) atendeu ao desejo dela, mas ela falhou em pedir que a juventude eterna acompanhasse sua imortalidade, e ele continuou a envelhecer, eventualmente envelhecendo para sempre. Aurora o transformou em uma cigarra.

Quem são Sol e Luna?

     Sol é a personificação do Sol e um deus na religião romana antiga. Por muito tempo se pensou que Roma realmente tinha dois deuses solares diferentes e consecutivos: O primeiro, Sol Indiges, foi considerado sem importância, desaparecendo completamente em um período inicial. Apenas no final do Império Romano, argumentaram os estudiosos, o culto solar reapareceu com a chegada a Roma do Sol Invictus sírio, talvez sob a influência dos mistérios mitraicos. Publicações recentes desafiaram a noção de dois deuses solares diferentes em Roma, apontando para a evidência abundante para a continuidade do culto do Sol, e a falta de qualquer diferenciação clara - seja no nome ou na representação - entre o "primitivo" e o "tardio "Deus sol romano. Seu deus grego equivalente seria Hélio.

     Já Luna, é a encarnação divina da Lua. Essa divindade é frequentemente apresentada como o complemento feminino do Sol, concebido como um deus. Luna também é às vezes representada como um aspecto da deusa tríplice romana (diva triformis), junto com Prosérpina e Hécate. Luna nem sempre é uma deusa distinta, mas às vezes um epíteto que se especializa em uma deusa, já que Diana e Juno são identificadas como deusas da lua.

Confira Também:

Caos é um Deus Grego e foi considerado por Hesíodo como a primeira divindade a surgir no universo, portanto ele é o mais velho dos Deuses e Titãs. Também é conhecido como Deus primordial da Criação na Mitologia Grega.

Selene é, na Mitologia Grega, a Deusa da Lua. Mas diferentemente de Ártemis (que é da nova geração), Selene é a Deusa Antiga que representa o astro lunar. Essa divindade era muito querida entre os povos antigos.

Plutão ou Pluto, é o nome dado, na Mitologia Romana, ao Deus Grego Hades. Pluto é o Rei do Submundo e tem como animal de estimação, Cérbero, o Cão de três cabeças e guardião do submundo.

Júpiter é o nome dado - na Mitologia Romana a Zeus, o Deus Grego do Trovão e Rei dos Deuses. Zeus foi a divindade mais relevante das mitologias grega e romana, conheça mais sobre este ícone abaixo.

Thalia é, na Mitologia Grega, uma das dezenas de filhas do deus do trovão, Zeus. Essa "semideus" aparece na saga de filmes Percy Jackson e ficou bem conhecida a partir daí. Conheça mais sobre Thalia abaixo.

Fanes é uma divindade pouco conhecida na Mitologia Grega e é associado como o Deus da Vida. Muitas vezes é associado com Caos e também, como a divindade da criação. Foi filho de Chronos, confira abaixo.

Aurora foi, na Mitologia Romana, a Deusa do Amanhecer. Essa divindade (teoricamente) foi um plágio da Deusa Grega "Eos" e também, da Deusa Hindu, Hausus, confira a matéria abaixo.

Laverna é uma deusa exclusiva da Mitologia Romana e essa divindade é a protetora dos ladrões. Laverna tinha seu próprio santuário em Roma, além de ser um antigo espírito do submundo!