Aurora: Conheça a Deusa Romana do Amanhecer

26/10/2021

     Aurora foi, na Mitologia Romana, a Deusa do Amanhecer. Essa divindade (teoricamente) foi um plágio da Deusa Grega "Eos" e também, da Deusa Hindu, Hausus, confira a matéria abaixo. 

Aurora na Mitologia Romana:

     Aurora, na Mitologia Romana é uma titânide e uma deusa do amanhecer. Aurora é equivalente à deusa Eos da mitologia grega e da deusa hindu Ushas.

     Nas histórias romanas, Aurora renovava-se todas as manhãs ao amanhecer e voava pelos céus anunciando a chegada do amanhecer.

     Aurora é filha dos titãs Hiperião e Teia, tendo como parentes seus dois irmãos, o Sol, divindade solar (equivalente a Hélio na mitologia grega) e Luna, a deusa da lua (equivalente a Selene, na mitologia grega). Também tinha muitos maridos e quatro filhos, os ventos Norte, Leste, Oeste e Sul, um dos quais foi morto.

     Um de seus maridos era Titono, a quem ela havia inicialmente tomado como amante. Aurora pediu a Júpiter para conceder a imortalidade a Titono, no entanto, deixou de pedir-lhe a juventude eterna. Como resultado, Titono acabou envelhecendo eternamente.

     William Shakespeare faz referência a Aurora em Romeu e Julieta.

Mitologia de Aurora:

     Na mitologia romana, Aurora se renova todas as manhãs e voa pelo céu, anunciando a chegada do sol. Sua linhagem era flexível: para Ovídio, ela poderia ser igualmente Pallantis, significando a filha de Pallas ou a filha de Hyperion. Ela tem dois irmãos, um irmão (Sol, o Sol) e uma irmã ( Luna, a Lua). Os escritores romanos raramente imitavam Hesíodo e posteriores poetas gregos ao nomear Aurōra como a mãe dos Anemoi (os Ventos), que eram descendentes de Astraeus, o pai das estrelas.

     Aurōra aparece com mais frequência na poesia sexual com um de seus amantes mortais. Um mito tirado do grego por poetas romanos conta que um de seus amantes era o príncipe de Tróia, Tithonus. Tithonus era mortal e, portanto, envelheceria e morreria. Querendo estar com seu amante por toda a eternidade, Aurora pediu a Júpiter que concedesse a imortalidade a Tithonus. 

     Júpiter (na mitologia grega, Zeus) atendeu ao desejo dela, mas ela falhou em pedir que a juventude eterna acompanhasse sua imortalidade, e ele continuou a envelhecer, eventualmente envelhecendo para sempre. Aurora o transformou em uma cigarra.

Quem são Sol e Luna?

     Sol é a personificação do Sol e um deus na religião romana antiga. Por muito tempo se pensou que Roma realmente tinha dois deuses solares diferentes e consecutivos: O primeiro, Sol Indiges, foi considerado sem importância, desaparecendo completamente em um período inicial. Apenas no final do Império Romano, argumentaram os estudiosos, o culto solar reapareceu com a chegada a Roma do Sol Invictus sírio, talvez sob a influência dos mistérios mitraicos. Publicações recentes desafiaram a noção de dois deuses solares diferentes em Roma, apontando para a evidência abundante para a continuidade do culto do Sol, e a falta de qualquer diferenciação clara - seja no nome ou na representação - entre o "primitivo" e o "tardio "Deus sol romano. Seu deus grego equivalente seria Hélio.

     Já Luna, é a encarnação divina da Lua. Essa divindade é frequentemente apresentada como o complemento feminino do Sol, concebido como um deus. Luna também é às vezes representada como um aspecto da deusa tríplice romana (diva triformis), junto com Prosérpina e Hécate. Luna nem sempre é uma deusa distinta, mas às vezes um epíteto que se especializa em uma deusa, já que Diana e Juno são identificadas como deusas da lua.

Confira Também:

Fanes é uma divindade pouco conhecida na Mitologia Grega e é associado como o Deus da Vida. Muitas vezes é associado com Caos e também, como a divindade da criação. Foi filho de Chronos, confira abaixo.

Aurora foi, na Mitologia Romana, a Deusa do Amanhecer. Essa divindade (teoricamente) foi um plágio da Deusa Grega "Eos" e também, da Deusa Hindu, Hausus, confira a matéria abaixo.

Laverna é uma deusa exclusiva da Mitologia Romana e essa divindade é a protetora dos ladrões. Laverna tinha seu próprio santuário em Roma, além de ser um antigo espírito do submundo!

Lissa é, na Mitologia Grega, a Deusa que Personifica a Ira, Raiva e Fúria Desenfreada. Muitas vezes essa divindade é associada a um "Espírito" que tomava a consciência de homens e animais.

Eos significa Aurora e é, na Mitologia Grega, a Deusa do Amanhecer. Foi bastante cultuada pela Religião Grega Antiga. Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

Hécate é, na Mitologia Grega, a Deusa Tríplice das Bruxas. Muitas vezes é associada com Nix (a deusa primordial da noite). Hécate foi uma deusa muito adorada na Grécia Antiga, confira.

Crios ou simplesmente "Crio" é o Deus Antigo e Titã das Constelações, Cosmos e Ciclos Estrelares na Mitologia Grega. Foi filho de Urano e Gaia, Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

foi, na Mitologia Grega, o Deus da Natureza em Geral, é esta divindade que cuida dos pastores, rebanhos, animais... Ele é conhecido por fugir de Tifão e dar origem ao signo de capricórnio.

Jápeto foi, na Mitologia Grega, o Deus Ancião (Titã) do Céu Estrelado. Foi filho de Urano e Gaia e uma das divindades antigas essenciais. Muitas vezes foi associado com Chronos, a divindade do tempo, confira.