Nix, a Deusa da Noite na Mitologia Grega

05/04/2020
     Conheça a Deusa da Noite: Nix e seu papel relevante dentro da Mitologia Grega. Nix também era conhecida por ser uma Titânide primordial e muito poderosa. Confira abaixo tudo sobre ela. 

Nix na Mitologia Grega:

     Nix, na Mitologia Grega, é a personificação da noite. Uma das melhores fontes de informação sobre essa deusa provém da teogonia de Hesíodo. Muitas referências são feitas a Nix naquele poema que descreve o nascimento dos deuses gregos. A Noite desempenhou um papel importante no mito como um dos primeiros e mais poderosos seres a vir à existência. 

     Hesíodo afirma que Nix é filha do Caos, sendo a segunda criatura, seguida de seu irmão gêmeo Érebo, a escuridão, a emergir do vazio, logo depois surgem Gaia, a mãe Terra, Tártaro, as trevas abismais, Eros, o amor da criação, que são considerados irmãos de Caos. Dessas forças primordiais sobreveio as outras das divindades gregas. Wikipédia

Em sua Teogonia, Hesíodo também descreve a residência proibida da Noite:

     "Lá também está a melancólica casa da Noite; nuvens pálidas a envolvem na escuridão; Antes delas, Atlas se porta, ereto, e sobre sua cabeça, com seus braços incansáveis, sustenta firmemente o amplo céu, onde a Noite e o Dia cruzam um patamar de bronze e então aproximam-se um do outro."

Nix, a Deusa da Noite:

     Nix é a patrona das feiticeiras e bruxas, é a Deusa dos segredos e mistérios noturnos, rainha dos astros noturnos. Nix é cultuada por bruxas e feiticeiras, que acreditavam que ela dá fertilidade à terra para brotar ervas encantadas. Também se acreditava que Nix tem total controle sobre vida e morte, tanto dos homens como dos Deuses. Homero se refere a Nix com o epíteto "A domadora dos Homens e dos Deuses", demonstrando como os outros Deuses respeitavam-na e temiam esta poderosíssima Deidade. 

     Nix, assim como Hades, possui um capuz que a torna invisível a todos, assistindo assim ao universo sem ser notada. Foi Nix que colocou Hélio entre seus filhos (Hemera, Éter e Hespérides), quando os outros Titãs tentaram assassiná-lo. Zeus tem um enorme respeito e temível pavor de Nix, a Deusa da Noite, Os filhos de Nix são a Hierarquia em poder para os Deuses, sua maioria são divindades que habitam o mundo subterrâneo e representam forças indomáveis que nenhum outro deus poderia conter. Em uma versão, as Erínias são as filhas de Nix (Ésquilo).
     Nix aparece ora como uma Deusa benéfica que simboliza a beleza da noite, ora como a cruel Deidade que amaldiçoa e castiga com terror noturno (Hécate e Astéria). Nix é também uma Deusa da Morte, a primeira rainha do mundo das Trevas. 

     Tem também dons proféticos, e foi ela quem criou a arma que Gaia entregou a Cronos para destronar Urano. Nix conhece o segredo da imortalidade dos deuses, podendo tirá-la e transformar um deus em mortal, como fez com Cronos, após este ser destronado por Zeus. Algumas vezes, a exemplo de Hades, cujo nome evitava-se pronunciar, dão a Nix nomes gregos de Eufrone e Eulalia, isto é, Mãe do bom conselho. 

     Há quem marque o seu império ao norte do Ponto Euxino, no país dos Cimérios; mas a situação geralmente aceita é na parte da Espanha, a Hespéria, na região do poente, perto das colunas de Hércules, limites do mundo conhecido dos antigos.

Filhos de Nix:

     Nix se uniu ao seu irmão gêmeo Érebo, com quem teve dois filhos, também Deuses Primordiais: Éter e Hemera. Ela também gerou muitos filhos espontaneamente, ou seja, sem união com outra divindade. Estes são:
  • Moros, que é a personificação da sorte e do destino;
  • Queres, que são Daemones e que são a personificação da morte violenta e da fatalidade;
  • Tânato, que é a personificação da morte e tem um irmão gêmeo chamado Hipnos;
  • Hipnos é a personificação da sonolência e o deus do sono, irmão gêmeo de Tânato;
  • Os Oniros, que eram as mil personificações dos sonhos;
  • Momos, que é a personificação do sarcasmo e da ironia;
  • Oizus, que personifica a tristeza, a angustia e a miséria;
  • As Hespérides, que são deusas primitivas e representam a primavera o espírito de fertilidade da natureza;
  • As Moiras, que são as três irmãs impiedosas e deusas do destino;
  • Nêmesis, que personifica o destino e a vingança divina;
  • Apáte, que personifica a fraude e o engano;
  • Filotes, que era um Daemon que personificava da amizade e o carinho;
  • Geras, que é também um Daemon que personifica a velhice;
  • Éris, que era a deusa da discórdia;
  • Lyssa, que é a personificação da ira e da loucura produzida pela raiva;
  • Epifron, que é um Daemon que personificava da prudência, a atenção e o cuidado;
  • Hécate (em algumas versões), que é a deusa da magia negra e da bruxaria;
  • Éter, Deus Primordial do céu acima do céu e do ar puro respirado pelas divindades;
  • As Erínias, que são as três irmãs que personificam a vingança, conhecidas também com As Fúrias;
  • Hemera, que é a Deusa Primordial da luz;
  • Caronte, o barqueiro do mundo dos mortos;
  • Morfeu, que é o deus dos sonhos.

Representações:

     Nix e seu irmão Érebo eram os únicos Deuses Primordiais capazes de gerar filhos humanos. Ainda segundo a mitologia grega, as Hespérides e Hemera nasceram a fim de que ela pudesse descansar. Essa é apenas mais uma simbologia que dá origem ao ciclo que conhecemos como dia. Isso porque Hemera traz o dia, relacionada com Eos, que representa da aurora e Hélio que representa do Sol. Depois, as Hespérides trazem a tarde, relacionadas com Selene, que representa a Lua. Logo após, Nix traz a escuridão da noite absoluta. 
     Quase todos os povos da Itália viam Nix ora com um manto volante recamado de estrelas por cima de sua cabeça e archote derrubado, ora representavam-na como uma mulher nua, com longas asas de morcego e um fanal na mão. Representam-na também coroada de papoulas e envolta num grande manto negro, estrelado. 

     Na mitologia grega, a papoula está relacionada a Hipnos que a tinha como planta favorita e, por isso, era representado com os frutos desta planta na mão. Frequentemente, ela é representada coroada de papoulas e envolta num grande manto negro e estrelado. Às vezes num carro arrastado por cavalos pretos ou por dois mochos, e a deusa cobre a cabeça com um vasto véu salpicado de estrelas e com uma lua minguante na testa ou como brincos.

Confira Também:

Lissa é, na Mitologia Grega, a Deusa que Personifica a Ira, Raiva e Fúria Desenfreada. Muitas vezes essa divindade é associada a um "Espírito" que tomava a consciência de homens e animais.

Eos significa Aurora e é, na Mitologia Grega, a Deusa do Amanhecer. Foi bastante cultuada pela Religião Grega Antiga. Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

Hécate é, na Mitologia Grega, a Deusa Tríplice das Bruxas. Muitas vezes é associada com Nix (a deusa primordial da noite). Hécate foi uma deusa muito adorada na Grécia Antiga, confira.

Crios ou simplesmente "Crio" é o Deus Antigo e Titan das Constelações, Cosmos e Ciclos Estrelares na Mitologia Grega. Foi filho de Urano e Gaia, Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

foi, na Mitologia Grega, o Deus da Natureza em Geral, é esta divindade que cuida dos pastores, rebanhos, animais... Ele é conhecido por fugir de Tifão e dar origem ao signo de capricórnio.

Jápeto foi, na Mitologia Grega, o Deus Ancião (Titã) do Céu Estrelado. Foi filho de Urano e Gaia e uma das divindades antigas essenciais. Muitas vezes foi associado com Chronos, a divindade do tempo, confira.

Tétis é, na Mitologia Grega, casada com o Titã Oceano e juntos são os pais das Oceânides (significam a fecundidade da água). Assim como Oceano, Tétis é a Deusa Antiga representada por ser o Mar.

Febe foi, na Mitologia Grega, a Deusa Antiga (ou Titânide) da Purificação, pois era uma divindade ligada com a Luz e adorada por ser a "Profeta" da vida humana.