Laverna: Conheça a Deusa Romana dos Ladrões

13/08/2021

     Laverna é uma deusa exclusiva da Mitologia Romana e essa divindade é a protetora dos ladrões. Laverna tinha seu próprio santuário em Roma, além de ser um antigo espírito do submundo!

A Deusa Romana Laverna:

     Na Mitologia Romana, Laverna era uma deusa dos ladrões, dos trapaceiros e do submundo. Ela foi acalentada por libações derramadas com a mão esquerda. O poeta Horácio e o dramaturgo Plauto a chamam de deusa romana dos ladrões. Em Roma, seu santuário ficava perto da Porta Lavernalis.

     Seu nome é usado para o principal antagonista na série de filmes de animação CGI Barbie: Fairytopia. Laverna é uma fada do mal que é irmã gêmea da rainha das fadas da terra, A Feiticeira.

     Em " Os assassinatos na rua Morgue ", Dupin de Edgar Allan Poe descreve o ineficaz prefeito de polícia como "astuto demais para ser profundo. Em sua sabedoria não há estame. É tudo cabeça e nenhum corpo, como as imagens da Deusa Laverna. "

Muitos acreditam que as deusas e deuses romanos são um plágio dos deuses gregos, no entanto, existem dezenas de divindades romanas exclusivas.

Divindades Romanas EXCLUSIVAS:

  • Penates;
  • Gênio;
  • Dei Lucrii;
  • Furrina;
  • Bona Dea;
  • Carmenta;
  • Camenae;
  • Dea Dia;
  • Convector;
  • Lemures;
  • Manes;
  • Bonus Eventus;
  • Portunus;
  • Flora;
  • Lupercus;
  • Pales;
  • Pomona;
  • Egeria;
  • Terminus;
  • Lares.

História de Laverna:

     Laverna era uma antiga divindade e deusa romana, originalmente um dos espíritos do submundo. Uma taça encontrada em uma tumba etrusca traz a inscrição "Lavernai Pocolom"; e em um fragmento de Septimius Serenus Laverna é expressamente mencionado em conexão com o di inferi. Por uma transição fácil, ela passou a ser considerada a protetora dos ladrões, cujas operações eram associadas às trevas.

     Ela tinha um altar no Monte Aventino, perto do portão que recebeu o nome de Lavernalis, e um bosque na Via Salaria. Sua ajuda foi invocada por ladrões para capacitá-los a realizar seus planos com êxito, sem perder sua reputação de piedade e honestidade. Muitas explicações foram dadas sobre o nome como: de Levare (cf. levantadores de lojas). Os etimologistas modernos associam-no com lu-crum e explicam-no como significando a deusa do ganho.

Recomendamos: Tudo sobre a Esfinge

Confira Também:

Laverna é uma deusa exclusiva da Mitologia Romana e essa divindade é a protetora dos ladrões. Laverna tinha seu próprio santuário em Roma, além de ser um antigo espírito do submundo!

Lissa é, na Mitologia Grega, a Deusa que Personifica a Ira, Raiva e Fúria Desenfreada. Muitas vezes essa divindade é associada a um "Espírito" que tomava a consciência de homens e animais.

Eos significa Aurora e é, na Mitologia Grega, a Deusa do Amanhecer. Foi bastante cultuada pela Religião Grega Antiga. Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

Hécate é, na Mitologia Grega, a Deusa Tríplice das Bruxas. Muitas vezes é associada com Nix (a deusa primordial da noite). Hécate foi uma deusa muito adorada na Grécia Antiga, confira.

Crios ou simplesmente "Crio" é o Deus Antigo e Titã das Constelações, Cosmos e Ciclos Estrelares na Mitologia Grega. Foi filho de Urano e Gaia, Conheça mais sobre essa divindade abaixo.

foi, na Mitologia Grega, o Deus da Natureza em Geral, é esta divindade que cuida dos pastores, rebanhos, animais... Ele é conhecido por fugir de Tifão e dar origem ao signo de capricórnio.

Jápeto foi, na Mitologia Grega, o Deus Ancião (Titã) do Céu Estrelado. Foi filho de Urano e Gaia e uma das divindades antigas essenciais. Muitas vezes foi associado com Chronos, a divindade do tempo, confira.

Tétis é, na Mitologia Grega, casada com o Titã Oceano e juntos são os pais das Oceânides (significam a fecundidade da água). Assim como Oceano, Tétis é a Deusa Antiga representada por ser o Mar.

Febe foi, na Mitologia Grega, a Deusa Antiga (ou Titânide) da Purificação, pois era uma divindade ligada com a Luz e adorada por ser a "Profeta" da vida humana.