Tifão e Equidna: Pais dos Monstros da Mitologia Grega

09/01/2021

     Tifão e Equidna são Monstros dentro da Mitologia Grega, mas além disso, são pais de criaturas monstruosas e perversas dentro dessa mitologia, confira.


Tifão na Mitologia Grega:

     Tifão, Tufão, Tífon ou Tifeu, é um gigante da mitologia a quem imputavam os gregos a paternidade dos ventos ferozes e violentos. É filho de Gaia e de Tártaro.

     No sincretismo com o mito egípcio de Osíris, Tifão era identificado com o gigante Set, responsável pela seca do Nilo, e que, por inveja de sua fecundidade, o matará. Set será vingado depois por seu filho Hórus.

     Junto à esposa Equidna, Tifão foi pai de vários dos monstros que povoam as aventuras de heróis e deuses, tais como: o Leão da Nemeia, combatido por Hércules; a Hidra de Lerna ou a Esfinge, na fusão com os mitos nilóticos; dos cães Ortros e Cérbero.

     Gaia, a Terra, para vingar a derrota de seus filhos na Titanomaquia, uniu-se a Tártaro, gerando Tifão, identificado como a personificação do terremoto e dos ventos fortes. Morava numa gruta, cuja atmosfera envenenava com vapores tóxicos.

     Era tão grande que sua cabeça tocava os astros celestes e suas mãos iam do Oriente ao Ocidente. Suas asas abertas podiam tapar o Sol, dos seus ombros saiam Dragões, 50 de cada ombro. Ele era tão horrendo que todos o rejeitavam, até seus irmãos, os titãs. De sua boca cuspia fogo em correntes, e lançava rochas incandescentes aos céus.


Equidna na Mitologia Grega:

     Equidna (víbora), na mitologia grega, era uma criatura com tronco de uma bela mulher (ou ninfa) e cauda de serpente em lugar dos membros. Era gigante, como um titã. Por isso, era a única capaz de se unir com o horrendo Tifão. Vivia numa caverna no Peloponeso ou na Síria.

     As tradições divergem bastante quanto à sua origem. Segundo Hesíodo era filha de Fórcis e Ceto, e portanto neta de Ponto e Gaia. Em outras versões seria descendente de Tártaro e Gaia.


A Luta contra o Olimpo:

     A fim de dar cabo à vingança materna, Tifão começou a escalar o monte Olimpo provocando a fuga de todos os seus moradores; os deuses se metamorfosearam em animais e fugiram para o Egito (razão pela qual, segundo os gregos, esse povo dava aos seus deuses configurações zoomórficas). Apolo tornou-se um falcão (Hórus), Hermes um íbis (Tote), Ares um leão (Onúris), Ártemis uma gata (Bastet), Dioniso um bode (Osíris ou Arsafes), Héracles um cervo, Hefesto um boi (Ptah) e Leto um musaranho (Uto). Apenas Atena teve coragem de permanecer na forma humana.

     Do Egito, Zeus veio a se refugiar no monte Cássio, na Síria, local em que enfrentou o gigantesco inimigo. Dali atingia Tifão com seus raios mas este consegue derrubá-lo e, com uma harpe, cortou-lhe os músculos dos membros e deles fazendo um pacote que guardou numa pele de urso. Os raios e os membros amputados foram confiados a Delfim, um dragão, no antro córciro, na Cilícia.

     No ataque, Tifão invocara todos os dragões que, tantos eram, escureceram o dia. Tendo perdido seus raios, Zeus propusera a Cadmo que, disfarçando-se em pastor, fizesse uma choupana e, com o som de sua flauta, atraísse o monstro. Nonos assim registra o episódio: 

"Canta, disse-lhe ele, Cadmo; tornarás a dar aos céus a primitiva serenidade. Tifão arrebatou-me o raio; só me resta a égide; mas de que pode valer-me contra as poderosas chamas dos raios? Sê pastor por um dia e sirva a tua flauta para devolver o império ao eterno pastor do mundo. Os teus serviços não ficarão sem prêmio; serás o reparador da harmonia do universo e a bela Harmonia, filha de Marte e de Vênus, será tua esposa."

     Atraído pela música, Tifão se aproxima; Cadmo (ou Hermes) finge estar assustado com os raios e o monstro, para acalmá-lo, deixa os relâmpagos numa caverna onde Zeus, fazendo baixar uma nuvem para não ser percebido, recupera suas armas e músculos.

     De posse novamente de seus poderes, Zeus força Tifão a fugir para o monte Nisa onde as Parcas dão-lhe de comer, pois estava esfomeado, frutos que lhe diminuem a força. Ainda em fuga chega à Trácia onde pelo tanto do sangue derramado deu nome ao monte Hemos.

     Ainda perseguido, vai Tifão para a Sicília e depois Itália onde Zeus, concentrando todas as forças, fulmina todas as cabeças do monstro que cai sobre a terra com estrondo, morto.


Filhos de Tifão com Equidna:

  • Esfinge, monstro que levara terror a Tebas e derrotada por Édipo.
  • Ortros, cão de guarda do rebanho de Gerião, morto por Hércules.
  • Leão da Nemeia, também morto por Hércules, foi transformado em constelação.
  • Hidra de Lerna, em cujo sangue Hércules embebeu suas setas para que seus ferimentos fossem incuráveis, após derrotá-la com ajuda de Iolau.
  • Scylla - Monstro da lenda de Ulisses ou Odisseu, é considerada filha de Tifão e Echidna em algumas versões antigas das lendas.
  • Cérbero, guardião da entrada ao Hades.
  • Quimera, morta por Belerofonte.
  • Dragão da Cólquida, morto por Jasão e os Argonautas;
  • Ladão, morto por Hércules.

Últimos Posts:

Certamente você deve conhecer as principais Deusas da Mitologia Grega, mas e tratando-se das deusas mais fortes? Separamos um Top 5 que em nossa opinião, são as deusas mais fortes.

A Gigantomaquia ou simplesmente Guerra dos Gigantes é um episódio da Mitologia Grega, após a Titanomaquia. E foi a luta entre os Deuses Olimpicos contra propriamente, os Gigantes.

Você conhece a Lenda do Minotauro? Este ser Mitológico (touro raivoso) foi uma das figuras mais conhecidas dentro da Mitologia Grega e é lembrado até hoje como um ser Horrendo!

Belerofonte foi um dos heróis mais relevantes da Mitologia Grega e ficou conhecido após derrotar a temida Quimera! Ele tem como melhor amigo o cavalo alado Pégaso.